Crise financeira é a mais grave desde a Segunda Guerra Mundial, diz Greenspan

>> 18 março 2008


PARIS, 17 Mar 2008 (AFP) - A crise financeira atual pode ser considerada a mais grave desde a Segunda Guerra mundial, afirmou o ex-presidente do Banco Central americano (Fed) em editorial publicado nesta segunda-feira no Financial Times.

"A atual crise financeira nos Estados Unidos será verdadeiramente julgada como a mais grave desde o fim da Segunda Guerra mundial", insistiu Alan Greenspan, que presidiu o Fed de 1987 a 2006."

Ela chegará ao fim quando o preço dos bens imobiliários se estabilizar e, com ele, os preços dos produtos financeiros endossados em empréstimos hipotecários", estimou.

"Esta crise deixará numerosas vítimas. O sistema de avaliação dos riscos atualmente em vigor será particularmente tocado", escreveu Greenspan.

"Mas espero que uma das vítimas não seja o sistema de vigilância mútua (por atores do setor financeiro) e mais geralmente a auto-regulamentação financeira como mecanismo fundamental de equilíbrio do setor financeiro mundial", acrescentou ele.

O ex-presidente do Fed -- que foi acusado de estar na origem da bolha imobiliária em razão da política de juros muito baixa seguida pelo Federal Reserve de 2001 a 2004 -- estima também que não haverá jamais um sistema perfeito de avaliação de riscos.

"A administração do risco não atingirá jamais a perfeição. Chegará sempre um momento em que vai fracassar e uma verdade incômoda será colocada a nu, provocando uma resposta inasperada e brutal", escreve ele.
"É importante, até essencial, que toda a reforma e ajustes na estrutura dos mercados e sua regulação não questionem nossas proteções mais confiáveis e eficazes contra as fraquezas econômicas, a saber a flexibilidade e a livre concorrência", afirma Greenspan.

Fonte: Uol



0 comentários:

Receba nossas Atualizações

Digite seu Email no campo abaixo:

Delivered by FeedBurner

  © Blogger templates Inspiration by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP